Reprodução (NNC)

Amigos e familiares de três jovens que desapareceram em uma área da Terra Indígena Parakanã, em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, fecharam, na tarde desta terça-feira (26/4), a BR 230 (Transamazônica) para tentar sensibilizar as autoridades a realizar buscas na área. A família pede apoio da Polícia Federal para ajudar nas buscas, já que se trata de área indígena.

Eles dizem que o bloqueio é por tempo indeterminado. Os manifestantes estão permitindo apenas a passagem de ambulâncias e carros oficiais. Familiares e amigos desconfiam que os jovens estejam em cárcere privado, em algum lugar da reserva Parakanã.

Segundo os familiares, na tarde do ultimo domingo (24/4), por volta das 14h, Cosmo Ribeiro de Sousa, o “Manel”, José Luís da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara saíram juntos para caçar na reserva indígena Parakanã, localizada a cerca de 30 km da sede do município de Novo Repartimento, e não retornaram. Cosmo é vaqueiro de uma propriedade rural e conhece a área. Por isso, parentes e amigos dos jovens estão preocupados que algo mais grave tenha acontecido.

Buscas estão sendo providenciadas para tentar encontrá-los, mas existe o receio de confronto com os índios dentro da reserva. “Só quero que devolvam meu filho”, diz a mãe de um dos desaparecidos. (Matéria em atualização)

Por: Native News Carajás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.