O município de Faro, no oeste do Pará, ganhou o noticiário internacional nesta terça feira, 19. A cidade sofre com a falta de oxigênio nas unidades de saúde. Pelo menos cinco pacientes morreram por falta de oxigênio nas ultimas 24horas.

Segundo a notícia que repercutiu na mídia internacional, Faro vive o mesmo problema que vivenciou a capital do Amazonas, Manaus (a 380 quilômetros). Os 37 doentes internados dividem 11 balas de oxigênio.

A reportagem publicada no jornal El País aponta que a alta de registros de covid-19 após as festas de fim de ano e a escassez de infraestrutura e equipamentos levaram ao limite o serviço de atendimento do local, que já precisa pedir ajuda às cidades vizinhas e recorrer a doações.

“Nossa reserva de oxigênio está zerada. Temos 37 pacientes internados dividindo 11 balas de oxigênio para que nenhuma vida seja perdida. Estamos pedindo remédios emprestados, oxigênio, não temos recursos. Hoje dependemos de doações, estamos entrando em desespero”, afirma Thiago Azevedo, secretário de Governo da Prefeitura de Faro.

Atualmente, Faro possui de cerca de 8.000 habitantes, conta com 159 casos ativos da doença. O secretário explica ainda que a logística de chegada de oxigênio na cidade também é complexa e que o local acaba sendo mais dependente dos serviços de Manaus (a 380 km), epicentro da doença.

Com informações El País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *