O julgamento do empresário Rosivaldo de Jesus Pinheiro da Cruz, que começou na última quarta-feira (01), acabou no início da tarde desta quinta com a absolvição do réu. O julgamento aconteceu em Cametá.

Foto: Divulgação

O júri optou por inocentar o empresário. Ele era suspeito de encomendar a morte da ex-esposa ao “Pastor Josias”. Este já tinha sido condenado pelo júri em fevereiro deste ano. Josias Machado dos Santos, denominado Pastor Josias, foi condenado a 30 anos de prisão.

Foto: Divulgação

Jaiane foi encontrada morta no banheiro de sua loja de roupas no Centro da Cametá, no dia 6 de março de 2020, apresentando sinais de estrangulamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *