Está mais do que comprovado que vivemos em um mundo completamente digital, onde todos primam por facilidade e praticidade, ou seja, se puder fazer através do celular então, melhor ainda. 

Com a modernidade aí, e o universo dos aplicativos para nos ajudar, um estudante universitário de Belém, pensou em algo que com certeza vai ser muito bem-vindo para quem é mãe ou pai de pet.

Idealizado para otimizar o tempo e programar melhor as tarefas do seu dia a dia, que tal alimentar o próprio animal de estimação com apenas um clique no seu celular? Pois foi exatamente o que o acadêmico de Sistemas de Informação, Daniel Rodrigues Gomes, pesquisou e projetou: um dispositivo automático que irá disparar alimento para cães e gatos, sem que vocês precise se levantar ou, estar em casa para fazer isso.

A ferramenta dispõe de sensores e motor que disparam o alimento no horário programado pelo dono do animal. Além disso, o proprietário pode acompanhar de longe, além de supervisionar e controlar o alimentador através de um aplicativo. Logo, também é possível acessar um relatório com as informações detalhadas relacionadas à alimentação diária do seu animalzinho de estimação.

“No Brasil, o mercado de pets é um dos maiores do mundo, embora todos os problemas que o país vem enfrentando economicamente. É notório o quanto está indo na direção promissora. Neste contexto, o protótipo é destinado a esse público crescente que gosta de ter animal de estimação em casa e, na maioria das vezes, estão indisponíveis para cuidar da alimentação”, explica o acadêmico.

De acordo com Daniel, o seu projeto, diferente de outros dispositivos que já existem no mercado, chama a atenção por ser acessível. “O que mais barateia é que utilizo arduino [uma placa de prototipagem eletrônica de código aberto], muito mais fácil e barato para encontrar. Custa em torno de 30,00. É um produto mais simples e mais acessível”, afirma.

O protótipo construído pelo jovem conta ainda com um sistema desenvolvido na web que permite que o usuário possa acionar o dispositivo em qualquer lugar que esteja.

“Essa foi uma das experiências marcantes da faculdade. Não esperava fazer um projeto como este. Foi quase um ano pesquisando, eu trabalhei bastante em cima desse trabalho e procurei profissionais que possuem experiência na área de automação. Me sinto realizado por ter feito um trabalho de excelência”, comemora Daniel.

Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *