Reprodução/Equatorial Pará

A Equatorial Pará, realizará nos dias 27 e 28 de julho, inscrições para a segunda turma da Escola de Eletricistas, desta vez, exclusiva para mulheres. Para participar, as candidatas devem ser maiores de 18 anos, ensino fundamental completo e carteira de habilitação na categoria B válida. A capacitação acontecerá nos meses de setembro a dezembro, em Belém.

O Programa Escola de Eletricistas é uma parceria entre a Equatorial Energia Pará e o SENAI, e tem como objetivo, ampliar a representatividade feminina nas operações do setor elétrico. O curso oferece às mulheres qualificação profissional e tecnológica gratuita, preparando-as para o mercado de trabalho, gerando oportunidades de emprego para atuação no setor de distribuição de energia elétrica.

O gerente do projeto de Gestão e Segurança da Equatorial Energia, Leonardo Eustáquio, reforça a importância desse tipo de iniciativa. “Ampliar oportunidades de trabalho no setor elétrico para mulheres é um grande passo para garantir inclusão e equidade, e um dos objetivos da Equatorial é dar cada vez mais espaço para mulheres em todos os níveis hierárquicos. Estimular cursos exclusivos para mulheres reforça o nosso compromisso com a diversidade, ressaltando que as mulheres podem e devem ocupar todas as funções”, destaca.

A Escola de Eletricistas para mulheres está completamente alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) com os quais o Grupo Equatorial está comprometido. Principalmente o ODS 5, que indica ações que contribuam para o combate de todas formas de discriminação e promovam a inclusão.

Sobre o curso

No dia a dia, o profissional eletricista precisa se deslocar para atendimento das solicitações de serviços, para isso, a aluna da Escola de Eletricistas também terá aulas de direção defensiva e condução de veículos com tração 4×4.

Além de todo o conhecimento técnico necessário para a capacitação profissional, o programa também contempla cursos comportamentais que tem como principal objetivo apoiar as alunas no desenvolvimento de habilidades cognitivas como raciocínio lógico, comunicação, relacionamento interpessoal de estruturação do Projeto de Vida por meio da carreira na área de energia elétrica. 

Desta forma, amplia as oportunidades de empregabilidade das participantes. O programa prevê ainda uma bolsa de incentivo as alunas selecionadas para o curso com o objetivo de auxiliar a subsistência da aluna durante o período de capacitação.

Por: Equatorial Pará

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.