Um empresário foi preso pela Polícia Rodoviária Federal em Castanhal, no nordeste de Pala, na tarde desta quinta-feira (28). Segundo a PF, o homem foi acusado de ser fiador (PA) do incêndio que destruiu o foro judicial de Concórdia do Pará, na madrugada de 13 de fevereiro de 2017.

De acordo com o inquérito policial, o empresário foi apontado como autor intelectual do crime, acusado de intenção de destruir provas e parte do processo em que era responsável por furto qualificado.

Quando o incêndio começou, o guarda do Fórum ficou preso em uma sala do prédio, mas foi resgatado pelo corpo de bombeiros. A chama engoliu a maior parte da estrutura do edifício.

O preso foi levado à Delegacia Civil de Jaderlândia, em Castanhal, para tomar as providências cabíveis e, em seguida, encaminhado para o sistema penal.

Com informações G1/PA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *