Foto: Ronaldo Modesto

A Equipe de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Parauapebas iniciou investigações para tentar desvendar a morte do empregado de um lava jato. A vítima, Lucas Braga de Lima, foi encontrada morto por volta de 9 horas desta quarta-feira (27), dentro do estabelecimento, no Bairro Guanabara.

Lucas Braga, que dormia no local, apresentava marcas de violência e o estabelecimento estava todo revirado. Um aparelho de televisão e o celular de Lucas foram roubados. Com base nessas evidências, a polícia não descarta a possibilidade de o empregado ter sido vítima de latrocínio, que é roubo seguido de morte. Segundo a polícia, o dono do estabelecimento, localizado à Rua Bom Jardim, informou que ele e outros funcionários ainda falaram com Lucas por volta de meia-noite, quando fecharam o local.

Pela manhã quando chegaram ao local para mais um dia de trabalho encontraram o corpo do rapaz com ferimentos provenientes de objeto contundente no rosto, mercadorias reviradas, uma televisão subtraída e deram pela falta do celular de Lucas. Próximo ao corpo foi encontrado um pé de cabra, que provavelmente foi a arma usada para matar a vítima.

A polícia informa que testemunhas relatam que dois ou três homens morenos e trajando bermudas foram vistos circulando às proximidades do lava jato. Esses mesmos suspeitos também foram vistos usando entorpecentes numa mata próxima ao local. Nesse momento, a polícia realiza diligências tentando localizá-los. A família da vítima esteve no local, mas não quis falar com a imprensa. 

Fonte: Correio de Carajás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *