Em Marabá mais 4.419 armas de fogo foram destruídas pelo Exército

O Comando Militar do Norte, a 8ª Região Militar e a 23ª Brigada de Infantaria de Selva, em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça e os Tribunais de Justiça dos Estados do Pará e Amapá, realizaram a Operação Vulcão na tarde desta quinta-feira, 8, em Marabá.

A operação destruiu cerca de 4.419 armas de fogo e 2.716 armas brancas e acessórios. As armas, que são previamente inutilizados, têm como origem diferentes municípios, principalmente Belém e Marabá. A Operação Vulcão envolveu mais de 100 militares e agentes públicos, além de 20 viaturas.

O material saiu no dia 6 de novembro da capital paraense escoltado pelo Exército, PRF e PMPA para ser destruído em Marabá, na SINOBRAS, dois dias depois do início da atividade.

Esta ação tem por finalidade evitar que armamentos ilegais recolhidos pela Justiça voltem para a criminalidade, além de destruir armas legais inoperantes. A ação impacta diretamente na segurança pública nacional, pois contribui para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para o incremento da sensação de segurança da população.

Fonte: Ascom CMN

Assine o Portal

Receba as últimas notícias de Tailândia e região.

Você pode gostar de ver

Após forte chuva, cratera se abre em rodovia de Curuçá, PA

Após uma forte chuva neste domingo, 20, em Curuçá, no nordeste do Pará, uma…

Educação – Professores da UFPA decidem continuar em greve | Portal Tailândia

Educação – UFPA – Greve – Professores | Portal Tailândia-PA   Após…

Decisão judicial proíbe protestos de movimentos sociais em Belo Monte

Juíza proibiu protestos em canteiros, sedes e escritórios da usina. Movimentos sociais…

Carro mais barato em 2013 no Pará

IPVA de carros usados no Pará terá queda média de 10,5% em…