Em Marabá mais 4.419 armas de fogo foram destruídas pelo Exército

O Comando Militar do Norte, a 8ª Região Militar e a 23ª Brigada de Infantaria de Selva, em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça e os Tribunais de Justiça dos Estados do Pará e Amapá, realizaram a Operação Vulcão na tarde desta quinta-feira, 8, em Marabá.

A operação destruiu cerca de 4.419 armas de fogo e 2.716 armas brancas e acessórios. As armas, que são previamente inutilizados, têm como origem diferentes municípios, principalmente Belém e Marabá. A Operação Vulcão envolveu mais de 100 militares e agentes públicos, além de 20 viaturas.

O material saiu no dia 6 de novembro da capital paraense escoltado pelo Exército, PRF e PMPA para ser destruído em Marabá, na SINOBRAS, dois dias depois do início da atividade.

Esta ação tem por finalidade evitar que armamentos ilegais recolhidos pela Justiça voltem para a criminalidade, além de destruir armas legais inoperantes. A ação impacta diretamente na segurança pública nacional, pois contribui para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para o incremento da sensação de segurança da população.

Fonte: Ascom CMN

Você pode gostar de ver

ELEIÇÕES 2012 – Cota de gêneros será acompanhada pelo MPF-PA

Eleições 2012 – Tailândia-Pa | Portal Tailândia Analisando as candidaturas de partidos…

Moradores e trabalhadores da Vila do Incra, no Alto Moju, fazem protesto por melhorias nas estradas

A área pertence ao município de Moju, nordeste paraense, mas até essa publicação a prefeitura do município não tinha se manifesto.

Bolsa Família: municípios do PA receberam R$ 12,9 milhões

No geral, foi o sétimo Estado do País a receber o maior…

Mais de 300 mil carteiras de habilitação foram emitidas em 2018 no Pará

O processo para emissão da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é composto de duas fases.