Crédito: Arquivo/Agência Pará

Um dos alimentos mais consumidos pelos paraenses, o açaí, apresentou queda de mais de  2,00% no mês de julho, em relação a junho deste ano.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço ainda continua caro e acumula um reajuste de 26,46%.

O Açaí do tipo médio, o mais consumido, por exemplo, em Julho de 2018 custava na Grande Belém R$ 15,86, e fechou o ano de 2018 custando em média a R$ 14,80. 

Já o  litro do Açaí do tipo grosso foi encontrado pelo Dieese na última semana do mês de Julho de 2019, nas feiras livres, com o menor preço a R$ 20,00 e o maior a R$ 25,00. Nos Supermercados, o menor preço encontrado foi de R$ 22,00 e o maior a R$ 32,00.

Dependendo da localidade os preços são muito diferenciados, como é o caso das feiras, supermercados e pontos de vendas espalhados pela cidade.

Alerta – a Vigilância Sanitária sobreavisa o consumidor a ficar atento ao local de compra do produto, de preferência que tenha procedência sanitária, evitando assim a contaminação pelo barbeiro, causador da doença de chagas.

Fonte: Dieese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *