Desembarque nas balsas em Moju (Foto: Cleuton Soares)
Desembarque nas balsas em Moju (Foto: Cleuton Soares)
Desembarque nas balsas em Moju (Foto: Cleuton Soares)

O engarrafamento na PA-150, via que dá acesso a balsa que faz a travessia sobre o rio Moju, ficou pior nesta quarta-feira (26), terceiro dia após o acidente que derrubou uma parte da quarta ponte da Alça Viária, no nordeste do Pará. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o engarrafamento chega a 5 quilômetros e os moradores que viajam de ônibus para o município de Moju reclamam que os ônibus intermunicipais deixam os passageiros longe da balsa.

Os usuários dos ônibus que fazem o trajeto para Moju reclamam que os coletivos só vão até o início do engarrafamento, cerca de 5 quilômetros de distância de onde a balsa atraca. A opção das pessoas é seguir o resto do trajeto a pé ou pegar um mototáxi, que custa R$ 5. Os mototaxistas cobram R$ 1 por quilômetro.

A partir da próxima quinta-feira (27), a direção da Arcon irá para Moju para acompanhar de perto a operacionalização dos ônibus intermunicipais de passageiros, que devem ter prioridade na travessia das balsas.

Travessia
Duas balsas das empresas Henvil e Arapari fazem a travessia desde a última segunda-feira (24), mas devido ao grande fluxo de veículos na área, o Governo do Estado considerou necessário deslocar mais duas balsas para atender a demanda. Uma delas começa a fazer o trajeto já na próxima quinta-feira (27).

O motorista de caminhão Antônio afirma que as balsas em operação não estão dando conta da demanda de veículos. Ele conta que está a quase 24 horas esperando para atravessar seu caminhão, que transporta botijões de gás para Tailândia. “Nós não dormimos porque a cada dez minutos tinha que afastar o caminhão 10 metros, 20 metros, para não deixar os outros furarem a fila. Na nossa empresa já está faltando gás em Tailândia desde ontem”.

O rio Moju também ganhará mais um conjunto de rampas para desafogar o fluxo de veículos de cargas e passageiros. Quando a quarta rampa estiver concluída, será incluída mais uma balsa para operar na travessia. Segundo a Setran, todas as balsas vão operar por 24 horas e de forma gratuita.

 

Via, G1 PA

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o  Portal Tailândia no Facebook facebook.com/portaltailandia.com.br. Siga também o Portal Tailândiano Twitter e por RSS.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.