Fotos: Divulgação

Porto de Moz/PA- A empregada domestica Beiliane Guedes dos Santos e o namorado dela, Wendel Silva Castro, foram presos em flagrante acusados de latrocínio contra uma mulher identificada Jaqueline do Socorro de Vieira Cunha, que era popularmente conhecida como “Jack Cunha”, patroa da acusada.  O crime foi na madrugada de domingo (5/6) na cidade de Porto de Moz, no sudoeste do Pará.

O crime teve grande comoção e repercussão na cidade, onde a vítima era bastante conhecida, e a polícia, por medida de segurança, transferiu os acusados para Vitória do Xingu. De acordo com a Polícia Militar, por volta de 10h30 de domingo, uma guarnição recebeu a informação de populares sobre o possível sequestro de “Jack Cunha”, que estaria desaparecida desde as 3h30.

Fotos: Divulgação

Com o apoio das imagens de monitoramento do COP, que mostra a vítima sendo carregada, aparentemente desacordada, e depois levada na motocicleta de sua empregada doméstica por dois indivíduos encapuzados, a corporação seguiu em diligência atrás Beiliane, que residia junto com “Jack Cunha”.

Ao ser questionada, a acusada relatou a participação de seu namorado no crime. Ambos foram apresentados para averiguação. Na entrevista, houve contradições sobre o ocorrido, mas depois Wendel confessou participação no crime na presença do advogado da família da vítima, de prenome Ivonaldo.

Após a confissão, Beiliane levou a guarnição até um quarto no Hotel Pires, onde ela teria escondido alguns pertences da vítima, como joias em ouro e uma pequena quantia em dinheiro. Foi montada uma força-tarefa de busca com o reforço de outra viatura da corporação, juntamente com a Polícia Civil.

Após algumas diligências, os acusados levaram as equipes até o local da ocultação do cadáver. A vítima foi enterrada em uma cova rasa, de cerca de um metro de profundidade, na área do lixão municipal.

Segundo a PM, devido à comoção popular e prevendo alguma intervenção de familiares e populares, que estavam aglomerados em frente à Delegacia de Porto de Moz, foi realizada a remoção dos acusados para o município de Vitória do Xingu para garantir a integridade física deles e das guarnições.

Por: Native News Carajás

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *