Crédito: Reprodução/Redes sociais

Quatro suspeitos de participarem do assalto a uma agência do Banco do Brasil no município de Cametá na noite da terça-feira (01), que resultou na morte de uma pessoa e gerou pânico na cidade, já foram identificados. Imagens do circuito interno da agência bancária e estabelecimentos comerciais da região já foram coletadas e estão sendo analisadas, informou a Polícia Civil.

Testemunhas do crime continuam sendo ouvidas. Na manhã desta quinta-feira (03), o carro de um dos reféns utilizado pelos criminosos durante o crime, foi resgatado do rio Itaperaçú, município de Baião, no Baixo Tocantins.

A ação contou com apoio do Corpo de Bombeiros. Dentro do veículo foram encontrados projéteis que serão periciados pela equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. As equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) continuam na cidade realizando diligências juntamente com as guarnições da Polícia Militar.

A perícia criminal trabalha na análise de dois automóveis, um já foi encontrado no KM 40 da Transcametá e outro que foi içado no rio.

A perícia criminal analisa o material balístico, e também fez coleta de material biológico num dos carros usados pelos criminosos, e tudo está sendo encaminhado ao laboratório, assim como utensílios, que vão ajudar nas investigações da PC.

“São vestígios importantes que irão auxiliar na identificação dos autores, porém mantemos em sigilo para não prejudicar as investigações da Polícia Civil”, explicou Celso Mascarenhas, diretor-geral do Centro de Perícias Cientícias Renato Chaves.

Por: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.