Foto: Divulgação

O protesto de garimpeiros e proprietários de terras que bloqueia a BR-155 entrou nesta quinta-feira (31), em seu terceiro dia. No km 250, em Eldorado dos Carajás, próximo à “Curva do S”, a manifestação segue sem previsão de terminar. 

O ato é realizado por proprietários de terra e garimpeiros, que alegam descontentamento com operações do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) na região, que fecharam vários garimpos considerados clandestinos. 

São cerca de 100 manifestantes que dizem estar insatisfeitos com interdições e queima de maquinários realizados pelo Ibama nas terras e garimpos. Na manhã desta quarta-feira (30), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) garantiu que o trânsito no local estava sendo liberado apenas para veículos pequenos, ambulâncias, ônibus e vans.     

Na manhã desta quinta-feira (31), a Polícia Rodoviária Federal confirmou que não havia alterações no panorama da interdição, que começou na última terça-feira (29), por volta das 13h30. Os congestionamentos no trecho chegam a oito quilômetros.

Duas exigências são feitas pelo manifestantes. A primeira sobre a alteração do Decreto 6514/2008, que dispõe sobre as infrações e sanções administrativas contra crimes ao meio ambiente, estabelece o processo administrativo federal para apuração dessas infrações e dá outras providências.

A segunda seria a presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, ou do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para que ouçam as reivindicações e deem uma resposta concreta.

*Com informações O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *