Reprodução

Vendedores de açaí de Belém se reúnem na manhã desta quinta-feira (29) para discutir uma possível paralisação dos serviços. O ato seria contra a tendência de aumento do fruto que, segundo os comerciantes, pode chegar a 100%. 

“Por isso os batedores de açaí de Belém estão se unindo para uma possível paralisação em protesto pelo preço absurdo que os atravessadores estão cobrando”, explica um dos vendedores que atua na Marambaia. 

Como parte do movimento, o vendedor, já nesta quinta-feira (29), não está vendendo o produto. “Infelizmente não abriremos hoje devido a oscilação do preço na feira do açaí. A tendência é aumentar quase 100%, coisa que não podemos fazer com vocês”, comunicou o responsável pelo ponto comercial. 

A Redação Integrada tenta contato com os atravessadores e outros batedores. 

Por: O LIberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *