Polícia Federal realiza operação para investigar associação criminosa na UFRA. (foto: Ascom/PF)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 03 de setembro, a Operação “3%”, para investigar suposto crime de concussão e possível associação criminosa dentro da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA.

Conforme apurado nas investigações, um servidor da UFRA estaria utilizando de sua função para exigir vantagem indevida, no valor de 3% dos Contratos de Licitação.


Os vencedores da licitação precisavam fazer o pagamento desse valor exigido para que fosse feita a liberação dos recursos destinados a execução de obras de engenharia realizadas na Instituição.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Pará, na cidade de Belém. Participaram dessa ação nove policiais federais.

As investigações seguem em andamento.


A Polícia Federal não descarta a possibilidade de haver outros envolvidos no esquema, o que poderia culminar na responsabilização pelo delito de associação criminosa, além do crime de concussão. A pena máxima pode chegar a 12 anos de reclusão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.