Início Pará Belém Justiça decreta prisão dos detidos na operação de combate à pornografia infantil em Belém

Justiça decreta prisão dos detidos na operação de combate à pornografia infantil em Belém

5 Leitura min
0
0
35

Em Belém, cinco suspeitos de crime de pornografia infantil detidos em flagrante na Operação Luz na Infância 2 tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça do Pará, após audiência de custódia. A operação prendeu 251 em todo o Brasil. No Pará, a Polícia Civil cumpriu 15 mandados de busca e apreensão em Belém e Ananindeua, além de um em Castanhal e outro em Paragominas.

Os suspeitos foram apresentados ao juiz Heyder Tavares na sexta-feira (18). O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) informou que eles já foram conduzidos ao Centro de Triagem Metropolitano II, em Ananindeua, região metropolitana de Belém.

No final da audiência, o juiz estabeleceu prazo de 10 dias para conclusão do inquérito pela Polícia Civil, com o indiciamento dos investigados.

O caso deve retornar à Vara de Inquéritos, para redistribuição à Vara Especializada de Crimes contra Crianças e Adolescentes para instrução e julgamento.

As prisões resultaram da operação que cumpriu 17 mandados de busca e apreensão no Pará em computadores, celular e tabletes, durante a Operação Nacional de Combate à Pedofilia, deflagrada em vários estados. A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça.

Primeira etapa

Na primeira etapa da Operação Luz na Infância, que foi deflagrada em outubro de 2017, foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Durante a apreensão desses materiais nos 24 estados e DF, foram identificadas e presas 112 pessoas que utilizavam esses equipamentos para produzir, guardar ou compartilhar conteúdos de pedofilia na internet.

Fonte: G1

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Mayck Sousa
Carregar mais em Belém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *