Foto: Divulgação/ Polícia Civil AP

No último domingo (15), uma bebê de um ano, foi encontrada morta, em um lago de uma área de periferia, no bairro Universidade, na zona sul de Macapá.

Em depoimento à Delegacia de Homicídios, o padrasto da menina confessou tê-la matado. Messias Machado Barbosa, de 29 anos, disse que cometeu o assassinato por não aceitar o fim do relacionamento com a mãe da criança e ter ciúme dela.

Segundo a polícia, a mulher teria terminado a relação no sábado (14) ao ser vítima de uma tentativa de agressão, durante uma discussão entre ambos.

A namorada fugiu de casa e tentou se esconder na residência de uma vizinha.

A filha ficou aos cuidados de uma tia. Em um momento de descuido, segundo as investigações, Messias retornou à residência e raptou a enteada. A menina havia completado um ano um dia antes, na sexta-feira (13).

Messias levou a criança para a casa onde morava. A bebê teria dormido no imóvel e acordado momentos depois. Em um vídeo que circula nas redes sociais, o suspeito disse que decidiu devolvê-la à mãe, mas que durante o caminho, resolveu arremessá-la no lago, fugindo logo em seguida.

Por meio de denúncia, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) prendeu o suspeito no bairro Palmeira, na Zona Norte de Macapá, no fim da tarde de domingo.

Ele foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e abandono, sendo encaminhado à penitenciária.

A Polícia Civil aguarda o laudo conclusivo do Instituto Médico Legal para saber se a criança sofreu algum tipo violência física ou sexual antes de ser arremessada viva no lago.

*Com informações O Liberal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *