| Reprodução

A redução do número de novos casos e de óbitos por Covid-19, bem como a adesão à vacinação contra o novo coronavírus e a queda na ocupação de leitos clínicos e de UTI motivaram o Governo do Pará a elaborar um plano de retorno às aulas presenciais na rede estadual de ensino. As atividades presenciais nas escolas da rede estadual foram paralisadas no dia 16 de março de 2020.

O Governo do Estado anunciou, na manhã desta sexta-feira (23), o plano estadual de retomada das aulas presenciais. O Governador do Estado, Helder Barbalho, apresentou o plano acompanhado do secretário estadual de saúde, Rômulo Rodovalho, da secretária estadual de educação, Elieth Braga, e da presidente do Conselho Estadual de Educação, Betânia Fidalgo.

O plano foi desenvolvido por técnicos da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), em conjunto com profissionais da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Em seguida, passou pela análise do Conselho Estadual de Educação. Os membros do Conselho, de maneira unânime, validaram o plano.

Segundo Helder Barbalho, o plano poderá sofrer eventuais mudanças, a partir do acompanhamento epidemiológico que será feito diariamente. “Faremos a avaliação gradativa, diária. Caso haja a necessidade de eventuais ajustes, todos nós, de forma muito sensata e, tendo a humildade de compreender este novo momento, faremos ajustes que seja com o intuito de aperfeiçoar e garantir a volta às aulas presenciais, a recuperação do tempo perdido em face a esta paralisação, mas também levando em consideração, sempre, a saúde e a vida dos nossos profissionais de educação e dos nossos alunos”, disse o Governador.

Ainda segundo o Governador do Pará, todos os profissionais da rede estadual de ensino já receberam pelo menos uma dose de vacina contra a Covid-19. A aplicação da segunda dose das vacinas a esses profissionais – professores, vigilantes, serventes, manuseadores de alimentos, dentre outros – já foi iniciada.

De acordo com o secretário estadual de saúde, Rômulo Rodovalho, quanto à estrutura estadual de saúde voltada à Covid-19, a ocupação de leitos clínicos é de 45,4% e ocupação de leitos de UTI é de 57,9%. “A rede já não sofre a pressão que nós tivemos na segunda onda”, pontuou o titular da Sespa.

Elieth Braga, titular da Seduc, lembrou que em novembro será realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Por isso, alunos do 3º ano do ensino médio fazem parte do primeiro grupo que retornará às aulas presenciais.

Volta às aulas presenciais

De acordo com o plano, não haverá retorno simultâneo de todas as séries e de todos os alunos, que foram divididos em grupos.

O primeiro grupo a retornar às aulas presenciais é formado pelos alunos do 3º ano do ensino médio e pelos estudantes do 9º e 5º anos do ensino fundamental, que retornarão às escolas a partir de 2 de agosto.

Em cada escola da rede estadual, haverá um sistema híbrido na oferta de ensino: a cada dia letivo, 25% dos alunos deste grupo serão chamados a comparecerem às aulas de forma presencial, enquanto os demais acompanharão as aulas via internet.

Segundo a secretária estadual de educação, não é necessário que pais e alunos procurem as escolas para obterem informações sobre quais dias os estudantes terão aula presencial ou à distância. Todas as informações estarão disponíveis no site da Seduc a partir de quarta-feira (28).

Veja as datas de retorno de todas as séries da rede estadual de ensino:

 |
 |
 |

Por: Diário Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *