Neste sábado (23), uma Sessão Plenária extraordinária realizada pela corte do Tribunal Regional Eleitoral do Pará decidiu indeferir o registro de candidatura de Jamilson Edmundo da Costa Santos (PR) para o cargo de vice prefeito nas eleições suplementares do município de Moju, região nordeste do Estado. As informações do DOL.

Com isso, o candidato à prefeito Edilson Martins Paes (PSDB) também não deverá concorrer nas eleições suplementares que ocorrem no próximo domingo (24). A corte julgou o recurso eleitoral da coligação “Juntos Por Um Moju Melhor” e por 5 votos a 1, impugnou a chapa do tucano.

Como ainda cabe recurso da decisão, de acordo com o TRE, os votos destinados à chapa serão computados, porém considerados suspensos.

MDB lidera em Moju

Segundo pesquisa da Alvo Marketing e Publicidade LTDA, divulgada neste sábado, a ex-deputada estadual Nilma Lima (MDB) lidera as intenções de votos para as eleições suplementares aos cargos de prefeito e vice da cidade de Moju. Mais de 50 mil eleitores aptos à votação.

Justificativa

O eleitor que não puder comparecer a sua seção, tem até 60 dias após a realização do pleito para justificar a sua ausência.

(DOL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *