A Polícia Civil cumpriu, nesta terça-feira (16), a prisão preventiva decretada pela Justiça de Breves, no Marajó, contra Clemildo Nascimento Balieiro, conhecido como “Boca”, reconhecido como autor do latrocínio (roubo seguido de morte) que teve como vítima o jogador de Handebol, Sebastian da Silva Pantoja, de 21 anos.

Ele se entregou, durante a manhã, na sede da Superintendência da Polícia Civil no município acompanhado de um advogado. Ainda, durante a manhã, a equipe da Superintendência apreendeu o adolescente de 17 anos que pilotou a moto usada no crime.

O veículo está recolhido na Superintendência. A faca usada no crime e o celular roubado da vítima não foram encontrados. Segundo o delegado Geraldo Pimenta Neto, o latrocínio ocorreu no último final de semana, em frente ao hotel Palace, na Avenida Rio Branco, em Breves. A vítima estava ao lado de um amigo, no momento em que foi abordada pelo assaltante armado com uma faca.

Após tomar o telefone celular de Sebastian, o criminoso desferiu um golpe no peito do desportista, que ainda chegou a ser socorrido pelo amigo, mas não resistiu e morreu. A vítima era jogador da seleção de Handebol de Melgaço, onde residia, e estava de passagem por Breves.

O delegado Artur Júnior, da Superintendência Regional do Marajó Ocidental, em Breves, pediu a prisão preventiva do acusado à Justiça. O mandado de prisão foi expedido nesta terça-feira, 16. Clemildo vai ficar preso à disposição da Justiça. Com relação ao adolescente, a Justiça de Breves decretou a internação provisória do menor que será enviado ao Centro de Internação do Adolescente Masculino (CIAM).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *