Esta é a segunda vez em agosto que os grevistas fecham os portões.
Apenas pacientes do hospital Bettina Ferro têm entrada liberada.

Os professores em greve da Universidade Federal do Pará (UFPA) desde o mês de junho fecharam os portões da instituição mais uma vez no início da manhã desta quarta-feira (22). Os professores estão impedindo a entrada de funcionários e estudantes no campus Guamá, em Belém. Somente médicos e pacientes do Hospital Bettina Ferro de Souza (HUBFS) podem ter acesso à universidade.

Está é a segunda vez somente em agosto que os professores fecham os portões. O último ato dos grevistas foi no dia 10 deste mês, em parceria com os técnicos da UFPA, que também estão em greve. Os docentes da instituição estão insatisfeitos com o governo por conta do descumprimento do acordo salarial, que previa reajuste de 4% no salário-base, na reestruturação da carreira, além da incorporação de gratificações. Com o descumprimento do acordo, os professores acumulam dois anos sem aumento nos salários.

 

g1 pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.