O vidente Valter Arauto, conhecido por fazer previsões sobre a vida de celebridades, afirma que recebeu uma mensagem do espírito de Marília Mendonça, no qual a sertaneja, que era evangélica, conta como foi o seu desencarne e apresenta alguns pedidos ao público.

A carta foi divulgada pelo portal MR News. Confira: “Tenham piedade do povo de Caratinga. Não levantem gruta e nem tornem o riacho com eventuais águas santas, pois sou uma mera mortal como todos. Não, não e não, direi eu, mas com aceitação sempre dos desígnios de Deus Pai Nosso Senhor”.

“Não quero que encontrem um culpado, pois vi daqui do pós-vida o desenho que foi escrito para cada um naquele dia fatídico. Vi o despedir, o abraçar, o sorrir, o brincar. Vi promessas de mandar um alô, trazer um autógrafo e até um souvenir das pedras de Minas. Não, não e não…”, continua a mensagem.

“Vi o desprender da essência de cada um após o pânico da queda e Henrique subia a sorrir olhando pra mim (não havia sofrimento). Eu fiquei na pedra ao lado da aeronave e junto ao Ribeiro, os murmúrios das corredeiras se misturavam aos murmúrios de harpas angelicais a me chamar (confesso que não queria me desprender das minhas coisas terrenas).”

A carta continua: “Pobre Geraldo, me pareceu que sentiu algo ao prender a cabeça sobre o tronco. Tudo foi tão rápido e o que se ouviu nos momentos seguintes foram rezas de frases curtas. Meu Deus! Maria nos proteja! Quero deixar meu pedido para as coisas que seguirão, pois guerras judiciais se levantarão, mas que a justiça preze pelos direitos dos meus parceiros e a balança pese na medida certa em eventuais divisões”, acrescenta.

“Que meu anjo Leozinho tenha a guarida por toda a vida, que eu não acompanharei em matéria, mas serei presente na essência. Em se tratando da espiritualidade não discutam o que não compreendem ainda a respeito da vida e da morte, pois só se sabe o que há por trás de uma alta colina subindo a colina. Não coloquem tempo naquilo que o Deus do tempo e do espaço criou”.

“Que meus braços de essência sejam elásticos e longos para abraçar todos os meus fãs. Partiremos agora em silêncio, pois o que reina aqui nessa dimensão é o absoluto silêncio ao som de harpas. Me tenham na alegria e na felicidade em que parti, apesar de estar reflexiva e absorta antes da fatalidade. Abraços maternos mamãe e gratidão por me conceder a vida. Marília Dias Mendonça”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *