Reprodução

Sobrevivente da chacina, que aconteceu na tarde do domingo (18) e vitimou cinco pessoas no Ceará, um jovem de 18 anos se fingiu de morto para evitar ser assassinado.

Momentos antes de quatro homens armados entrarem em uma casa na cidade de Quiterianópolis (CE), as vítimas socializavam e consumiam bebidas alcoólicas. Os criminosos pediram para as vítimas deitarem no chão e efetuaram os disparos.

O jovem sobrevivente, de acordo com uma testemunha, estava na marquise da residência no momento da ação. Após levar um tiro na perna, ele se jogou no chão. Após os suspeitos fugirem, o rapaz se levantou e pediu ajuda para os vizinhos.

Adriano Queiroz, delegado responsável pelo caso, explicou que foram apreendidos armas e o celular de uma das vítimas.

Uma testemunha contou que havia 10 pessoas dentro do imóvel no momento da execução.

O delegado relatou que os criminosos ordenaram que seis pessoas fossem para o lado de fora da casa e ficassem no chão para serem executados. Outras quatro pessoas foram “poupadas”.

Entre as vítimas, duas pessoas tinham passagem pela polícia. Uma delas usava tornozeleira eletrônica, segundo a Secretaria de Segurança. As outras três vítimas não tinham antecedentes criminais.

Por: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *