Sistema Penitenciário do Pará vive com mais de 20 mil presos amontoados nas casas penais
Crédito: Diego Monteiro

O Brasil é considerado um dos países com uma das maiores populações carcerárias do mundo. Dados do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), mostram que mais de 20 mil presos vivem amontoados nas casas penais, que têm capacidade para apenas 9,9 mil pessoas.

A superlotação dos presídios paraenses tem sido um dos fatores para o excesso de mortes dentro destas casas penais. A situação alarmante vem se acumulando há vários anos, causando pânico nas famílias dos detentos e na sociedade, que presencia o caos no sistema carcerário paraense.

Somente de janeiro até o dia 9 de abril deste ano de  2019, a Susipe registrou 59 óbitos de presos nas Unidades Penitenciárias do Estado do Pará. No restante do mês de abril e neste mês de maio, já houve mais de dez mortes dentro das penitenciárias e até de delegacias. Em 2018, o número foi ainda maior, com 74 mortes registradas nas cadeias paraenses.

O descontrole sobre essa violência na carceragem é tanto, que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PA) acredita que a situação é consequência da falta de estrutura nos presídios, juntamente  com a atuação do crime organizado, o que têm contribuído para o aumento no número mortes nos presídios.

Com informações Roma News.

Você pode gostar de ver

Sespa diz que mortes provocadas pela dengue diminuíram em 2012 no Pará

Pará registrou quatro óbitos por dengue, cada um em Parauapebas, Altamira, Ananindeua…

Operação policial combate “piratas” envolvidos em assaltos em Breves cinco são presos

As Polícias Civil e Militar desarticularam um grupo de criminosos que atua…

TRE do Pará inicia distribuição de urnas para eleições 2012 | Portal Tailândia

Equipamento passou por bateria de testes de segurança. Urnas mais novas serão…

Exportadores de carne acreditam na eficiência do Programa Municípios Verdes

Programa Municípios Verdes – Pará | Portal Tailândia O Programa Municípios Verdes,…