Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Após apresentar certa resistência à ideia de comparecer em um debate de primeiro turno por uma questão de “estratégia”, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou atrás e afirmou que iria caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também topasse o desafio. A fala do atual presidente ocorreu após ele chegar a Foz do Iguaçu onde participou de uma reunião com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, na sexta-feira, 3.

Questionado sobre os debates de primeiro turno, Bolsonaro falou que ainda estaria analisando a situação.

“Vou ver. Isso é questão de estratégia no momento. Eu não quero assumir um compromisso agora e depois não cumprir lá na frente. Nunca um presidente, pelo que eu tenho conhecimento, participou no primeiro turno de um debate. Vamos esperar. Talvez eu compareça”, ponderou inicialmente.

Em seguida, o presidente decidiu desafiar o petista:

“Eu fecho agora: se Lula for, eu vou junto com ele”, garantiu Bolsonaro.

Na última terça-feira, 31, Bolsonaro teria dito que não deveria comparecer aos debates de primeiro turno como forma de evitar que os outros candidatos lhe dessem “pancada”, sem que ele tivesse um tempo hábil para responder.

Ainda ontem, 3, Bolsonaro fez um questionamento sobre as pesquisas eleitorais que apontam vantagem para o petista.

“Não consigo entender o outro lado ter 40% de intenção de votos. O cara não consegue ir a rua para nada, nem para entrar num botequim”, assinalou.

Por: Pleno News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.