As promoções da Black Friday junto às datas festivas de final de ano começaram e, neste último fim de semana de novembro, muitas lojas e empresas físicas ou virtuais estão oferecendo descontos em uma variedade de produtos e serviços para os consumidores. Esse período pode ser uma boa época para negócios, porém o consumidor precisa estar em alerta para se prevenir de golpes que são ainda mais comuns nesses meses.  

A Polícia Civil do Pará alerta sobre a importância de pesquisar sobre o site, empresa ou prestador de serviço antes de efetuar qualquer compra, fechar um negócio, assinar um contrato ou qualquer outro documento, seja de produtos, financiamentos ou prestação de serviços.  

Para o titular da Delegacia de Estelionato e outras fraudes (Deof), Delegado Cláudio Gomes, para realizar um bom negócio é necessário ter cautela e paciência. “A população deve evitar ser procurada pelo golpista, os quais na maioria das vezes chegam com propostas absurdas que fazem o consumidor se interessar rapidamente. Só realize uma compra ou um negócio, após confirmar a veracidade de todas as informações que forem repassadas para você”, alertou Cláudio Gomes.

Segundo a Polícia Civil, os casos mais comuns envolvendo os crimes de estelionato estão voltados para os financiamentos, empréstimos e vendas online. Nos falsos financiamentos, as pessoas são induzidas a assinarem contratos que não têm nenhuma vinculação com o bem ou objeto que imaginam estar contratando. Assim como, nas vendas por meio de sites ou aplicativos de mensagens.  

“Muitas pessoas acreditam que estão fazendo um bom negócio e acabam assinando contratos, realizando empréstimos com pessoas que não têm nenhum vínculo à empresa que afirmam fazer parte. Assim como nas compras virtuais, onde oferecem mirabolantes ofertas e as vítimas fazem depósitos para contas até de outros estados e acabam caindo nos golpes”, afirma o delegado Cláudio Gomes.  

A Policia Civil orienta a todos que já foram vítimas desse tipo de crime, para que procurem a delegacia e registrem o boletim de ocorrência, de preferência, com todas as provas do crime, sejam documentos, mensagens de texto ou áudio, número de contas e qualquer outro comprovante que possa facilitar as investigações e identificar os criminosos.

Denúncias – As vítimas podem realizar as denúncias em todas as Delegacias de Polícia Civil, Delegacia Virtual ou procurar a Delegacia Especializada, na avenida João Paulo II, nº 948, entre as travessas Estrela e Timbó, no bairro do Marco, em Belém.

Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *