A Polícia Federal do Pará prendeu em Belém, o empresário Glauco Octaviano Guerra, que estava foragido do Rio de Janeiro, com mandado de prisão decretado pela justiça local, acusado de participar de um esquema de fraudes na Secretaria Estadual de Saúde local, que causou um prejuízo de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos.  

Uma reportagem da TV Globo afirma que falou com Glauco Guerra na segunda-feira, 4, que ele teria dito que estaria em Belém, acompanhando a entrega de respiradores comercializados com o governo do Pará.

Cerca de mil respiradores pulmonares foram comercializados, através da empresa Arc Fontoura Indústria, Comércio e Representações Ltda com o governo do RJ. Os aparelhos foram comprados por R$ 183,5 milhões para serem usados por pacientes de covid-19 nos hospitais públicos do Rio de Janeiro, mas os equipamentos adquiridos na China não funcionam, pois são inadequados ao padrão dos hospitais brasileiros.  

Quatro pessoas haviam sido presas até ontem: Gabriell Neves,  Gustavo Borges da Silva, Cinthya Silva Neumann e Aurino Batista de Souza Filho. Glauco Octaviano Guerra estava foragido.

O grupo que inclui o ex- subscretário de Saúde do RJ, Gabriell Neves – preso desde a quinta-feira, 7, é suspeito de fraudar contratos emergenciais sem licitação para comprar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), respiradores pulmonares para uso em Unidades de Terapias Intensivas (UTIs), máscaras e testes rápidos para detectar a covid-19.  Glauco Guerra ainda não tinha sido pego pela polícia. 

A prisão ocorreu pela manhã desta sexta-feira, 8, e o foragido presta depoimento à PF durante esta tarde.  

A Justiça do Rio de Janeiro expediu mandado de prisão contra o empresário, a partir das denúncias do Ministério Público Estadual, que desencadeou a Operação Mercadores do Caos, conjunta com a  Polícia Civil.

A Polícia Federal do Pará divulgou em nota, que “deu cumprimento na manhã de hoje (8) a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Estadual do Rio de Janeiro. Foi preso cidadão investigado na Operação Mercadores do Caos, a qual foi deflagrada no dia 07/05/20.
A prisão será informada ao Juízo que expediu o mandado e o preso encaminhado ao sistema prisional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.