(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Contas no Twitter e no Facebook de influenciadores, empresários e políticos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foram tiradas do ar nesta sexta-feira (24) por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes.

A decisão é de maio, mas foi cumprida somente agora.

Figuras como o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), Sara Winter, o blogueiro Allan dos Santos e o empresário Luciano Hang, alvos de investigação no âmbito do inquérito das fake news, tiveram suas contas suspensas.

Ao serem acessadas, as contas no Twitter apresentam mensagem que diz “conta retida” e que a conta “foi suspensa em resposta a determinação legal”.

Os perfis no Facebook (não das mesmas figuras, necessariamente) não aparecem para visualização na busca. Quando acessados diretamente via URL, apresentam mensagem que diz que o conteúdo “não está disponível no momento”. É o caso do perfil de Hang, por exemplo.

Em nota da assessoria de imprensa, o Twitter afirma que “agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

O Facebook afirma que “respeita o Judiciário e cumpre ordens legais válidas”.

Por Dol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.