Reprodução/ O Liberal

O encontro de dois fenômenos simultâneos – um eclipse lunar total e a “superlua” -, nessa quarta-feira (26), mobilizou apaixonados pela natureza. A lua, próxima do ponto de sua órbita mais próximo da Terra, apareceu maior para quem observou. Outra coisa “diferente” na lua foi a sua cor. Com o eclipse lunar, o satélite ficou com tons avermelhados.

Apesar de ser considerado um fenômeno natural, grupos religiosos entendem essa mudança da lua como um sinal do retorno de Deus. Segundo o tabloide inglês “Daily Star”, profecias garantem que “a lua se tornar vermelha é um sinal divino dos fins dos tempos, conforme passagens antigas”.

Na Bíblia há uma passagem que diz que a “lua se tornará vermelha antes do grande e notável dia em que Deus voltará”.

“Jesus disse aos seus seguidores que devemos observar os sinais dos tempos, incluindo os sinais dos céus”, disse Steve Warren e Benjamin Gill, da TV Cristã Americana. Para eles, “há um aviso que o fim da Terra está próximo”.

Apesar da fala dos religiosos, a ciência diz que não há razão para se preocupar, visto que é um processo natural. “A cor da lua é simplesmente o resultado dela passando pela Terra em um local com sombra”, explica a reportagem do tabloide.

Por: d'O Dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *