Tailândia foi um dos que apresentou maior número de desligamentos (-288)

O  Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgaram dados do comportamento do mercado de trabalho paraense por setores e por municípios durante o mês de março de 2012.

O Pará foi o Estado da Região Norte que registrou a maior geração de empregos nos últimos doze meses (abr/11 a mar/12), com a criação de 48.932 postos de trabalho formais, sendo também o responsável por mais de 40% (4.507 postos) das novas vagas no acumulado do ano de 2012, mesmo com uma redução de 146 postos durante o mês de março.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), sistematizados pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (IDESP), que destacou também o comportamento do mercado de trabalho paraense por setores e por municípios durante o mês de março de 2012.

De acordo com o Caged, a Construção Civil teve o melhor desempenho com a geração de 1.074 postos de trabalho, motivada em grande parte pela obra da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. O setor Serviços obteve o segundo melhor resultado, com 390 novos empregos formais. Extrativa Mineral e Administração pública também registraram saldo positivo, com a criação de 221 e 15 postos, respectivamente.

Na contramão, o saldo negativo do mês deveu-se a redução de postos de trabalho na Indústria de Transformação (-772 postos), no Comércio (-697), no setor Serviços industriais de utilidade pública (-190) e na Agropecuária (-187).

Dentre os dez municípios que mais se destacaram na geração de empregos estão Altamira (1.508), Parauapebas (515), Canaã dos Carajás (245), Breu Branco (108), Oriximiná (81), Moju (78), Tomé-Açú (49), Santa Maria das Barreiras (39) Rondón do Pará (39) e Abaetetuba (32). Aqueles que tiveram os maiores números de desligamentos foram Belém (-947), Almerim (-334), Ananindeua (-326), Tailândia (-288), Marabá (-164), Barcarena (-151), Castanhal (-124), Jacundá (-99), Tucuruí (-85) e Itaituba (-74).

idesp pa

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.