Quando você vai comprar um televisor surgem dúvidas do que é LED, LCD e Plasma? É tudo a mesma coisa? Não, não é. Por isso, o TechTudo preparou este especial com o objetivo de explicar as principais características do formato que é considerado o melhor dentre estes três: o LED.

stes são os pequenos dispositivos chamados de LEDs (Foto: Reprodução)

A sigla LED significa Light Emitting Diode (Diodo Emissor de Luz), mas o que isso quer dizer? Na prática, é bem simples: existem, nessas televisões, pequenos objetos como se fossem lâmpadas nas cores primárias (vermelho, azul e verde). Esta tecnologia é considerada uma evolução se comparada aos monitores de LCD, pois há apenas um emissor de luz que a transmite para as células coloridas. No LED, isso não ocorre. A iluminação traseira por eletroluminescência tem diversos emissores, o que torna a iluminação mais inteligente e uniforme.

Na prática, a diferença aparece na qualidade da imagem. Com o LED, as telas são mais brilhantes, as cores mais puras e não há perda de brilho ou algum tipo de alteração na cor, independente da iluminação do local.  Esta vantagem é dada pelos diodos, que são fundamentais também em outro aspecto favorável aos monitores de LED: seus tamanhos. Como não há necessidade de se ter um sistema para a transformação da luz branca em colorida, elas acabam sendo mais finas do que as outras. Há modelos que chegam a ter apenas três centímetros de espessura.

As televisões de LED também costumam ser elogiadas por suas características sustentáveis. Afinal, elas não utilizam lâmpadas CCFLs, não possuem mercúrio e não têm chumbo na fixação de seus componentes. Isso sem falar no consumo de energia, que em alguns casos chega a ser até 40% menor do que nos aparelhos de LCD.

techtudo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.