Contrato entre Telebras e TIM prevê a cessão recíproca de 2.208 km de fibras ópticas de longa distância.

Foto: Telebras/Divulgação
Foto: Telebras/Divulgação

Telebras e TIM assinaram um contrato de permuta de infraestrutura de fibras ópticas que vai possibilitar a oferta de banda larga de alta velocidade em locais remotos, principalmente na Região Norte do Brasil. O acordo, fechado ontem (3), prevê a cessão recíproca de 2.208 km de fibras ópticas de longa distância.

A parceria vai proporcionar a ampliação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) em locais distantes e isolados, combatendo a exclusão digital e promovendo o desenvolvimento de municípios hoje carentes de infraestrutura de comunicações. O presidente da Telebras, Caio Bonilha, reforçou que o atendimento da Região Norte é questão estratégica para o Governo Federal.

A TIM cederá à Telebras fibras ópticas no chamado linhão, que liga Tucuruí, no Pará, a Manaus, no Amazonas, e Tucuruí-Macapá. Por sua vez, a Telebras cederá à TIM trechos de fibra óptica em áreas estratégicas das regiões Norte, Sudeste e Nordeste, nos trechos de Belo Horizonte–Vitória, Tucuruí–Belém, Teresina–Juazeiro-Petrolina-Paulo .

A rota Brasília-Manaus será a primeira a contar com 100 gigabites de potência na rede de fibra óptica e a Telebras pretende usar a mesma capacidade nas próximas rotas que integrarem o backbone da estatal. O linhão Tucuruí-Manaus será usado também para integrar o anel óptico que servirá para transmissão de imagens de alta definição (HDTV) da Copa do Mundo, entre a arena de Manaus e o Centro Internacional de Coordenação de Transmissão (IBC) no Rio de Janeiro.

A assinatura do contrato representa um desfecho ao Memorando de Entendimentos assinado em outubro de 2012, com o objetivo de expandir a capilaridade e aumentar a eficiência das redes 3G e 4G. A incorporação dos novos trechos à rede TIM também trará benefícios às capitais São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, desafogando rotas críticas dos backbones.

[divide style=”2″]

Ministério das Comunicações, Com informações da Assessoria de Imprensa da Telebras.

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.