Casos relatados aos profissionais da educação foram encaminhados ao Conselho Tutelar de Campo Grande.

Seis crianças relataram aos profissionais da educação terem sido vítimas de abuso sexual durante a pandemia dentro de casa, na primeira semana de volta às aulas presenciais, na Rede Municipal de Ensino (Reme) de Campo Grande.

Segundo a superintendente, em todos os casos as crianças, que não tiveram as idades divulgadas e nem a unidade em que estudam, procuraram professores ou coordenadores da escola, afirmando ter passado por esse tipo de trauma.

As crianças afirmam ter sofrido os abusos dentro de casa, por alguém da família ou próximo dos familiares. Após os alunos relatarem os episódios de violência, as ocorrências foram encaminhadas ao Conselho Tutelar, que deve fazer o contato com as famílias e, comprovado o abuso, realizando também encaminhamento para a Polícia Civil.

Por G1/MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *