Reprodução/@mvd_daguestão

Uma mulher de 33 anos foi presa na Rússia depois de vender o filho, que tinha apenas cinco dias de vida, para financiar uma cirurgia plástica no nariz. O caso foi em Kaspiysk, Daguestão, república localizada no sudoeste do país. Ela teria negociado o recém-nascido por 300 mil rublos, quase R$ 28 mil.

Segundo o jornal Mirror, a mulher teria comentado com um amigo que não queria ficar com o bebê. Foi então que o rapaz disse que ajudaria a encontrar um casal para comprar a criança e conseguiu. A mulher entregou o filho após receber parte do dinheiro, 200 mil rublos, por depósito em conta. No entanto, o bebê precisou de tratamento médico e o casal pediu para a mãe entregar a certidão de nascimento. Mas ela disse que só daria quando recesse os 100 mil rublos restantes.

Foi entanto que ela revelou que pretendia usar o dinheiro da venda do filho para financiar uma plástica no nariz. Antes que ela recebesse a segunda parte do dinheiro, a polícia prendeu os três sob acusação de tráfico de pessoas.

O Comitê de Investigação da Federação Russa para a República do Daguestão afirmou que as autoridades estão investigando o caso. Ela deve responder pelo crime de compra e venda cometida em relação a uma pessoa que está em estado de desamparo, segundo as leis penais do país.

Por: Metrópoles

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.