Crédito: Reprodução/Agência Brasil

Uma corrida de aplicativo tornou-se um pesadelo para uma mulher de 42 anos, em Montes Claros, no Norte de Minas, no último domingo, 9. A passageira foi estuprada e ameaçada de morte pelo motorista, de 49, enquanto tentava chegar em casa. A polícia está à procura do suspeito, que foi desligado da plataforma Uber.

Tudo começou após a mulher solicitar uma corrida até o bairro Alterosa, local onde mora. De acordo com a vítima, a viagem aconteceu normalmente, no entanto, ao chegar no destino o motorista disse que ela não precisaria pagar. Para isso, ela deveria acariciar o órgão genital dele.

A mulher, conforme registro da ocorrência, ficou em estado de choque e se recusou a fazer o que o homem havia ordenado. Mesmo assim, o motorista pegou o braço da passageira e forçou que ela passasse a mão no pênis. A violência sexual prosseguiu com ele apalpando as partes íntimas da mulher sem o consentimento dela.

Além do crime de estupro, o homem ainda ameaçou matar a mulher. “Não grita, senão eu vou te matar. Agora eu sei onde você mora e se gritar irei voltar aqui”, disse o motorista do aplicativo. As ameaças não intimidaram a vítima que, mesmo com medo, passou a pedir por socorro e conseguiu sair do veículo.

Por: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *