Um médico e uma enfermeira foram encontrados mortos dentro de um apartamento em Águas Claras, no Distrito Federal, na manhã desta quinta-feira (30). As informações são do portal Metrópoles. 

As informações preliminares apontam que o médico, que trabalhava no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), teria usado uma arma branca para o crime. 

De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é que o médico matou a esposa, uma enfermeira de 35 anos, e se matou depois, com dois cortes no pescoço. 

Segundo vizinhos, durante a madrugada, ouviram gritos da mulher. De acordo com a PM, a enfermeira estava ensanguentada, sentada, no chão da cozinha do apartamento. Já o médico, de 42 anos, estava deitado, também bastante sujo de sangue, com a faca na mão. Próximo a ele, outra faca, também estava suja de sangue. Eles não tiveram a identidade divulgada. 

A perícia da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) foi acionada. O crime será investigado. 

Por: Diário Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.