A morte da cantora Marília Mendonça e de mais quatro pessoas de sua equipe foi confirmada no fim da tarde desta sexta-feira (5) após queda de um avião de pequeno porte, que caiu em uma área perto de uma cachoeira na serra da cidade de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais.

Marília Mendonça faria uma apresentação na noite de sexta, em Carantinga.

“Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga (MG), onde Marília teria uma apresentação esta noite”, informou a assessoria da cantora.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”, informa nota.

Dentro do avião estavam a cantora, Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião.

Considerada a ‘Rainha da sofrência’, Marília Mendonça começou a compor aos 12 anos. A partir de 2016 foi uma das principais vocês do movimento ‘feminejo’.

O movimento foi uma reviravolta feminina no sertanejo, que colocou mulheres como protagonistas do estilo até então dominado quase apenas por homens.

Suas músicas tinham letras que as mulheres gostariam de expor, cantar e mostrar. Coisas vividas em seus relacionamentos e experiencias vividas.

Marília Mendonça deixa um filho de um ano e dez meses. Além de milhões de fãs órfãs das suas letras e melodias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *