Encontrado em Feira de Santana, na Bahia, jovem estava foragido desde segunda-feira, 10; ele chegou ao Aeroporto Internacional do Rio às 8h40.

jovem-atirou-rojao-presoFoto: reprodução

Preso de madrugada em um hotel na cidade baiana de Feira de Santana (a 100 km de Salvador), Caio Silva de Souza, de 23 anos, suspeito de matar um cinegrafista da Band com um rojão, em protesto do dia 6 no Rio, chegou ao Aeroporto Internacional do Rio às 8h40 desta quarta-feira, 12.

"Suspeito trabalha como auxiliar de limpeza em hospital" (Divulgação)
“Suspeito trabalha como auxiliar de limpeza em hospital” (Divulgação)

Em nota oficial divulgada ao amanhecer, a Polícia Civil informa que o acusado pela morte do cinegrafista Santiago Andrade será levado diretamente para a Cidade da Polícia (Jacaré, zona norte), onde o delegado da 17ª Delegacia de Polícia (DP), Maurício Luciano de Almeida, responsável pela prisão na Bahia, dará entrevista coletiva.

Souza foi localizado às 2h no quarto do hotel, próximo à rodoviária de Feira de Santana. Também presente no momento da captura, o advogado Jonas Tadeu afirmou, em entrevista à TV Globo, que o cliente e o outro acusado, Fábio Cardoso Barbosa (preso no fim de semana), são “jovens que são aliciados, jovens que são manipulados”, mas não disse por quem.

Sobre Souza, que teria disparado o rojão que atingiu Santiago Idílio Andrade na quinta-feira passada (a morte ocorreu quatro dias depois), o advogado disse tratar-se de “jovem miserável financeiramente, de baixo discernimento”.

O chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, contou que a viagem do acusado ao Nordeste vinha sendo monitorada pelos investigadores. O destino dele seria a cidade de Ipu, no Ceará, onde mora um de seus avôs. Teria decidido descer em Feira de Santana depois que conversou por telefone com o advogado e com a namorada.

“Foi uma operação complexa”, disse Veloso, que enviou o delegado e três agentes para a Bahia a fim de localizar e apreender o suspeito. A entrevista foi dada à Globo.

A namorada de Souza acompanhava o advogado no momento da prisão. Ela não teve o nome revelado.

De acordo com as informações da polícia, Caio mora em Nilópolis, na Baixada Fluminense, e trabalha como auxiliar de limpeza no Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

Protesto. O rojão lançado por ele durante as manifestações da última quinta-feira, 6, contra o aumento das passagens no Rio, atingiu o cinegrafista da Band Santiago Ilídio Andrade. Ele teve morte cerebral confirmada na segunda-feira, 10,depois de passar quatro dias em coma no Hospital Souza Aguiar, região central.

[divide style=”2″]

MSN Brasil – EDGAR MACIEL, AGÊNCIA ESTADO

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook facebook.com/portaltailandia.com.br. Siga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.