Uma jovem de 24 anos foi brutalmente assassinada pelo marido. A vítima foi apedrejada pelo próprio esposo, Allah Baksh, que contou com a ajuda do irmão, Kareem Baksh, para cometer o crime. O corpo da mulher, identificada apenas como Waziran, foi completamente mutilado e a cabeça apresentava ferimentos graves. O crime ocorreu no Paquistão

A princípio, o pai da vítima, Gul Muhammad, afirmou que a filha tinha sido morta em um acidente. Porém, ele voltou atrás e alegou que a jovem foi apedrejedada pelo marido e seu irmão.

Os dois acusados do crime foram presos e permanecem sob custódia policial. O caso revoltou a advogada paquistanesa de direitos humanos Ayaz Latif Palijo. Em uma rede social, ela fez um desabafo sobre a violência contra mulheres na localidade. “As áreas feudais e tribais rurais do Paquistão foram transformadas em campos de extermínio para mulheres”, disse Ayaz. 

Por: Diário Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *