Marina Silva nasceu no estado do Acre e nas últimas eleições concorreu à presidência da república (Foto: Divulgação)
Marina Silva nasceu no estado do Acre e nas últimas eleições concorreu à presidência da república (Foto: Divulgação)
Marina Silva nasceu no estado do Acre e nas últimas eleições concorreu à presidência da república (Foto: Divulgação)

A ex-senadora e candidata à Presidência da República neste ano Marina Silva foi eleita “Mulher do Ano” pelo jornal britânico “Financial Times”.

Publicada pela revista de final de semana do “FT”, a lista destaca a trajetória de vida de Marina – “da pobreza e do analfabetismo, ela ascendeu para tornar-se uma política idealista e visionária”, ressalta o texto.

A ex-senadora concedeu entrevista ao jornal uma semana após o primeiro turno da eleição presidencial, em outubro.

“Eu sempre digo que eu era analfabeta até os 16 anos, mas eu já era doutora nas maneiras do mundo”, comentou Marina, sobre a infância no Acre.

A reportagem também faz um paralelo entre a ex-candidata e seus adversários deste ano.

“Enquanto os raivais vendem políticas populistas, ela oferece uma visão mais holística do futuro – o Brasil como uma sociedade que é bem sucedida economicamente, mas também respeitada no mundo por sua humanidade e pelas consciências social e ambiental”, afirma o texto.

O texto compara, em um trecho, as trajetórias de vida de Marina e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmando que o PT temia perder espaço no Norte e no Nordeste por causa da história de pobreza e ascensão da ex-senadora.

Em 2013, a estudante paquistanesa Malala Yousafzai, que sofreu uma tentativa de assassinato porque queria estudar, foi a eleita pelo jornal.

(Folhapress)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *