Crédito: © Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estava pagando benefícios previdenciários a 20.104 mortos, segundo Auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU). O Metrópoles teve acesso ao relatório.

O parecer foi produzido com informações levantadas em janeiro de 2019 do Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi), quando o prejuízo da Previdência ficou estimado em R$ 323 milhões.

Entretanto, em atualização feita em novembro o INSS informou à CGU que, desse total de pagamentos irregulares a falecidos, foram cessados 9.996.

O restante, segundo o instituto, ainda não foi interrompido, tendo em vista a verificação de homônimos, o que poderia significar erro na análise feita pela controladoria.

Por: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *