Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Um homem de 59 anos confessou ter assassinado o próprio irmão, de 57, colocando veneno na comida dele. O crime foi descoberto no sábado, 15, quando a Polícia Militar encontrou o cadáver da vítima no quintal da residência onde os dois homens viviam. O caso aconteceu em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

A Polícia Militar foi ao local após receber reclamações de vizinhos, em relação ao mau cheiro vindo da residência. Os moradores perceberam também o sumiço da vítima, que vivia no bairro São Pedro, na zona oeste da cidade.

Na casa, encontraram o autor do crime, que inicialmente negou o assassinato. Segundo os policiais, ele afirmou que o irmão tinha problemas com drogas e que traficantes teriam levado o homem. Ele também disse aos militares que suspeitava que o irmão já teria sido morto pelos traficantes.

Porém, quando os policiais começaram a questionar sobre o mau cheiro que vinha dos fundos da residência, o homem acabou confessando o crime. O assassinato teria acontecido 10 dias antes do corpo ser encontrado.

Assassinato planejado

O autor do crime relatou aos militares que já planejava matar o irmão desde 2019. Segundo ele, o homem tinha problemas com uso de drogas, que causavam problemas à família. O autor então comprou vários frascos de chumbinho para cometer o assassinato.

Antes de envenenar o irmão, ele realizou testes com a substância em um galo. Ao perceber que o veneno funcionava para matar o animal, decidiu usá-lo no irmão. No último dia 5, aproveitou uma distração da vítima e misturou a substância na refeição e no suco do irmão. 

Depois que o homem comeu a comida envenenada foi ao banheiro. Algumas horas depois, o autor encontrou a vítima, já sem vida, sentado na privada. Durante seis dias, ele deixou o corpo no quintal, enquanto cavava um buraco, onde escondeu o cadáver.

Uma mulher, que se identificou como advogada dos dois irmãos, afirmou que estava trabalhando em um inventário de partilha de bens dos homens. Segundo ela, eles não tinham familiares na cidade. O autor do crime foi preso em flagrante e o corpo foi escavado e removido pela PM, com apoio do Corpo de Bombeiros.

Por: Metrópoles

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.