Um novo golpe do WhatsApp clonado foi descoberto. Agora os golpistas utilizam artimanhas de engenharia social para enganar as vítimas e burlar a dupla autenticação do WhatsApp. O sistema tem duas etapas: na segunda, os criminosos utilizam o suporte da própria vítima para passar mais credibilidade à fraude.

No novo golpe, os criminosos entram em contato com a vítima alegando ser do Ministério da Saúde e perguntam se podem realizar uma pesquisa sobre a Covid-19. Em seguida, eles solicitam que a vítima informe o código de verificação enviado para o celular, dizendo que o passo seria necessário para completar a falsa pesquisa.

A “novidade” no golpe vem nesta segunda parte, que ataca a autenticação em dois fatores. Depois de conseguir o código de verificação, os criminosos finalizam a suposta pesquisa e ligam novamente para a vítima, fingindo ser do suporte do WhatsApp. Eles dizem que identificaram atividades suspeitas na conta e enviam um e-mail para que o usuário cadastre outra senha de dupla verificação.

Ao clicar no link, entretanto, a vítima desabilita a proteção para criar uma nova senha, e é aí que o golpista consegue burlar o sistema e roubar o Whatsapp. 

Como se proteger?

A forma mais efetiva de se proteger é desconfiar do golpe e saber antecipadamente que ele existe. O Whatsapp recomenda que os usuários do app de mensagens continuem utilizando a dupla autenticação para proteger a conta, sem nunca desativar a proteção.

Como ativar a autenticação em duas etapas?

Enquanto isso não acontece, a recomendação é criar cada vez mais camadas de proteção. Para criar o código da autenticação em duas etapas no WhatsApp, siga os passos:

– Vá ao menu que fica nos três pontinhos no canto superior direito do app;

– Entre em “Configurações”

– Clique em “Conta”

– Selecione “Confirmação em duas etapas”

– Crie o código que será usado para a dupla autenticação.

Por DOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *