Foto: Fernando Sette

A XIV edição da Feira da Indústria do Pará (FIPA), realizada pelo Sistema FIEPA, cumpriu a missão a qual se propôs: de fomentar a competitividade do setor produtivo paraense em face a disputa cada vez mais acirrada no cenário global, além de levar informação e aproximar os atores da indústria local. Foram quatro dias de trocas intensas, com um público de 27 mil visitantes, 70 estandes e 100 expositores, superando as expectativas da organização. O governador do Pará, Helder Barbalho, participou da cerimônia de abertura, onde recebeu uma honraria e prometeu investimentos para melhorar a logística no estado.

Com o tema Indústria 4.0, a FIPA 2019 abordou a automação e otimização da produção com o uso de tecnologia de ponta. “O assunto vem ao encontro dos anseios de todo o setor produtivo, para enfrentar uma concorrência que hoje é mundial. Temos esse compromisso, principalmente nas escolas do SESI e SENAI, em levar essa nova metodologia para atualizar nosso processo produtivo e mostrar para a sociedade em que nível estamos e onde pretendemos chegar”, declarou o presidente do Sistema FIEPA, José Conrado Santos.

Apresentar ao público paraense o que a indústria está fazendo foi outro objetivo cumprido pela Feira, que também incentivou o setor a adotar soluções tecnológicas da Indústria 4.0 criadas para tornar os processos de produção  mais eficientes, autônomos e customizáveis, e contribuir para tornar a indústria cada vez mais  moderna e competitiva. “A indústria paraense tem qualidade e tecnologia para competir não somente com o mercado nacional, mas também com produtores internacionais e a população do Pará teve a chance de conhecer isso”, avaliou o diretor executivo da FIEPA e coordenador geral da XIV FIPA, Ivanildo Pontes.

Com informações O Liberal.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *