O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) multou em R$ 78 mil a família do estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos, que foi picado por um cobra naja no Distrito Federal. 

Segundo o Ibama, o estudante responderá pela criação de 16 cobras de maneira inadequada, sendo dez delas de espécies exóticas, de origem norte-americana, e outras seis nativas da Amazônia e do cerrado. Além disso, Lehmkul foi multado em R$ 61 mil por maus-tratos e por manter as serpentes em cativeiro sem autorização

A mãe e o padrasto dele também receberão multas no valor de R$ 8,5 mil cada um, por terem dificultado a ação de resgate da cobra naja.
Outras pessoas envolvidas com o caso foram alvos de sanções do Ibama. O dono do espaço onde a Polícia Militar do DF descobriu as cobras após denúncias será multado.

Um amigo do estudante será autuado em R$ 81, 3 mil. Ele também responde por ligação com o suposto esquema de criação das serpentes e é apontado pelo Ibama como outra pessoa que dificultou as ações das autoridades.

Por Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *