Na tarde deste sábado (3), a Polícia Civil prendeu em flagrante Ramon Willian da Silva Rezende, que se passava por médico no hospital e maternidade Santana, em Igarapé-Miri, no nordeste do Pará.

Após receber denuncias anônimas, a Polícia Civil iniciou uma  investigação e descobriu que Ramon era estudante do sexto ano do curso de medicina e estava atuando na profissão sem habilitação. O suspeito realizava consultas médicas  e realizava consultas médicas e prescrevia medicamentos com um número de inscrição do Conselho Regional de Medicina (CRM) falso.

O investigado foi detido, logo após realizar um atendimento a um paciente e assinar o receituário médico.

Em nota, a secretaria municipal de saúde de Igarapé-miri informou que não tinha nenhum conhecimento sobre esse assunto e que a empresa contratada terá que se responsabilizar por isso.

A prisão do falso médico levanta dúvidas em relação de como está sendo fiscalizada a saúde do município de Igarapé-miri.

Este tipo de situação traz inúmeros prejuízos para a Capital Mundial do Açaí e coloca em risco a saúde da população miriense. Ramon foi levado para para Unidade Policial de Igarapé-Miri para os procedimentos cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *