(foto: divulgação)

O Facebook estabeleceu critérios mais rigorosos para postagens de cunho político e eleitoral. Quem quiser fazer um anúncio com estes conteúdos terá que confirmar a identidade, se tem residência no país, e terá ainda que fornecer o CNPJ ou CPF para concluir a transação.

Os usuários do Facebook e Intagram poderão ser ocultar as postagens a partir desta semana, através de uma nova ferramenta que será disponibilizada na rede social

De acordo com o Facebook, a medida é para tentar dar mais “controle e transparência” aos anúncios sobre política no Brasil. Os usuários poderão escolher se querem ou não ver propaganda política e eleitoral nas duas redes, e as propagandas relacionadas a esses dois assuntos terão de ter de ser identificadas com os selos “pago por” ou “propaganda eleitoral”.

A rede social afirmou ainda que armazenará por sete anos as propagandas políticas e eleitorais, permitindo a consulta futura sobre dados do anúncio – como uma estimativa de pessoas alcançadas, valor gasto e dados demográficos incluindo idade, gênero e localização das pessoas que visualizaram a propaganda.

O Facebook tem sido pressionado, em diversos países, a moderar e controlar a disseminação de conteúdos publicados, sobretudo em relação a discursos de ódio. Mais de mil empresas se comprometeram a suspender a publicidade na plataforma, em protesto.

Por Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *