Joarez Gonçalves Almeida, de 38 anos, foi morto com uma facada no coração por Luciane | Reprodução/ Redes Sociais

Enquanto a pena para o homicídio simples é a reclusão de 6 a 20, a pena para o homicídio qualificado varia entre 12 e 30 anos.  A qualificação do crime é posta quando é praticada em circunstâncias que revelem especial censurabilidade ou perversidade.

Em Contenda, na região Metropolitana de Curitiba (PR), um homem de 38 anos morreu após ser flagrado pela esposa assistindo vídeos de mulheres dançando na rede social TikTok.  O caso ocorreu na noite do último dia 12 de julho. 

Segundo a polícia, Joarez Gonçalves Almeida assistia com frequência os vídeos. A mulher, Luciane Ripka de Marafigo contou que já havia pedido, por diversas vezes, para ele parar pois aquilo a deixava desconfortável. Porém, segundo ela, o marido nunca mudou o hábito.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem estava deitado no sofá vendo os vídeos, quando a mulher chegou perto dele e o esfaqueou no peito próximo do coração. 

Ao chegar no local do crime, os policiais encontraram a mulher sentada no chão, enrolada em um cobertor enquanto ingeria bebidas alcoólicas.

Joarez foi encaminhado para o Hospital Municipal de Contenda, porém não resistiu e morreu a caminho do pronto-socorro.

A mulher foi levada ao hospital e após conduzida para a delegacia de Polícia Civil da Lapa. De acordo com o delegado, a mulher ficou presa por cerca de 24h. A suspeita passou por audiência de custódia e está em liberdade preventiva com medida restritiva.

Por: TV Jornal

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.