Volta às aulas – Tailândia-PA

Os 24 mil professores da rede estadual de ensino esperavam os cerca de 600 mil estudantes nesta quarta-feira (1º), nas escolas estaduais. Mas nesta manhã o começo do segundo semestre do ano letivo teve poucos alunos no retorno das aulas. Na maioria das escolas, a movimentação foi pequena entre os estudantes.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está promovendo uma série de ações, que vão desde a reforma e construção de escolas até o desenvolvimento de projetos pedagógicos.

A diretora de Ensino Infantil e Fundamental da Seduc, Ana Cláudia Hage, fala do ano letivo na rede pública de ensino. “Contemplaremos os 200 dias letivos e 800 horas/aula por ano para o Ensino Fundamental e 1.000 horas/aula para o Ensino Médio, de acordo com Lei de Diretrizes e Bases (LDB) da Educação Nacional”, ressaltou.

Com o início das obras previsto para este segundo semestre letivo, a Seduc construirá 24 escolas de Ensino Médio, gerando cerca de 35 mil novas vagas para esse nível de ensino. Para dar andamento a esta ação do Programa Mais Saber, a Seduc já firmou junto ao Ministério da Educação (MEC), por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR), convênios para a construção de 6 unidades de ensino. Outras 18 já foram confirmadas e estão em processo de formalização de convênio. A meta da Seduc é de construir, até 2014, 30 novas escolas de Ensino Médio, totalizando mais de 43 mil novas vagas.

As seis primeiras escolas a serem construídas serão instalas nos municípios de Alenquer, Ananindeua (Coqueiro), Belém (Jurunas), Maracanã, Novo Repartimento e Ulianópolis. Cada unidade de ensino vai ocupar um terreno de 10 mil metros quadrados, com 5,2 mil metros quadrados de área construída. No projeto constam 12 salas de aula, laboratórios multidisciplinar e de informática, salas de arte, vídeo e para o conselho escolar, biblioteca, auditório, quadra esportiva coberta, recreio coberto, praça central, entre outros ambientes. Em cada escola serão investidos R$ 4 milhões.

Paralelo a isso, a secretaria já iniciou a reforma de 150 escolas, um investimento de mais de R$ 100 milhões só para este ano. As obras começaram pelos estabelecimentos do grupo de prioridade I, na capital e no interior do Estado, que estão recebendo novas instalações elétricas e hidráulicas, melhorias nas salas de aula, banheiros, acessibilidade para pessoas com deficiência, entre outros aspectos.

Na rede municipal de ensino em Tailândia acontece hoje também a volta às aulas.

Portal Tailândia.com.br, DOL, com informações da Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.