A crise por conta do coronavírus também deve afetar o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) avalia adiar o exame. Inicialmente, o órgão estuda a possibilidade de transferir as provas por pelo menos 15 dis.

O exame, que seria aplicado digitalmente nos dias 11 e 18 de outubro, e no modelo trdicional nos dias 1º e 8 de novembro, vai passar por mudanças. Apesar da primeira proposta apresentar um adiamento de 15 dias, ainda não há definição, já que tudo vai depender da duração de medidas de isolamento que impuseram a suspensão de aulas em todo o país. 

Um edital com as alterações deve ser publicado até o final deste mês. Os responsáveis pela prova também estão trabalhando para que licitações e outros processos relativos à aplicação do exame não sejam prejudicados pela quarentena. Apesar disso, a equipe afirma que a paralisação de atividades em todo o Brasil terá impacto nos prazos do Enem. 

Uma medida mais drástica também trabalha com a hipótese de adiamento do exame para 2021. Porém, a equipa analisa os possíveis impactos da decisão que também vai afe4tar o cronograma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que utiliza a nota do Enem para o ingresso dos estudantes nas universidades.

Com informações do Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.